7 lugares que os selvagens piram no litoral do Paraná

Pico do Paraná (Antonina)

Pico do Paraná_ LitoralPRaVocê 2

Frequentado por dezenas de pessoas durante os finais de semana, o Pico do Paraná é a maior montanha do Brasil meridional. Um dos pontos mais explorados por aqueles que curtem o montanhismo, o pico está localizado na Serra do Ibitiraquire. Para aqueles que querem se aventurar é importante prestar atenção nas variações atmosféricas por conta da altitude. Além disso, é cobrado uma taxa de pedágio para atravessar a Fazenda Pico Paraná no valor de R$10,00 por pessoa das 6h às 20h. As trilhas são bem sinalizadas e é possível acampar na própria Fazenda Pico Paraná. A escalada até o ponto mais alto dura em torno de 6 horas, dependendo da condição física da pessoa.

Pico do Marumbi (Morretes)

Localizado entre Morretes, Quatro Barras e Piraquara, o Pico do Marumbi é um parque de conservação com estrutura de camping, não sendo permitido acampar nos cumes do conjunto; o espaço também possui um museu, alojamento para pesquisadores e voluntários e uma biblioteca. O Conjunto conta com algumas trilhas para aqueles que gostam de uma caminhada. São bastante estreitas e com alguns abismos, mas sinalizadas. Além disso, é possível fazer escaladas em rochas, porém com certo preparo.

Caminho do Itupava (Morretes)

O Caminho do Itupava fica perto do município de Morretes e é uma excelente opção de passeio histórico e aventureiro ao mesmo tempo. O caminho possui opções de camping, riachos, trilhas para serem exploradas e picos que podem ser escalados. Uma das principais atrações históricas é a Casa do Ipiranga, que foi construída alguns anos depois da ferrovia e já abrigou algumas figuras importantes para a história do Paraná. A estrada de ferro ainda é uma importante via de movimentação de cargas, além de ser bastante usada para passeios turísticos. Outra opção bastante procurada pelos turistas são os passeios de boiacross pelo Rio Nhundiaquara, com aluguel de boias no próprio local.

Superagui (Guaraqueçaba)

Área de preservação de ecossistemas, que no passado eram habitadas por índios Tupiniquins e Carijós. O parque em si não é aberto para visitação, mas as praias no entorno são bastante frequentada por turistas, não sendo permitido acampar no local. Uma das praias mais cobiçadas é a Praia Deserta, com alguns quilômetros de praias vazias que podem ser exploradas através de caminhadas a pé ou de bicicleta. Outra atração é a Ilha do Pinheiro, na qual é possível avistar a revoada dos papagaios-de-cara-roxa durante o amanhecer e o entardecer.

 Cabaraquara (Guaratuba)

Conhecido como Caminho das Ostras, o Cabaraquara é uma vila de pescadores com rios, montanhas, cachoeiras, mangues e restaurantes nos quais a iguaria é servida. Os restaurantes oferecem ostras in natura, gratinadas, ao bafo, além de algumas opções de peixes. Para aqueles que gostam, algumas opções de trilhas, passeios de barcos e artesanato nativo também são ofertadas aos turistas. O acesso se da por Guaratuba antes da travessia do ferry boat.

Trilha de jeep entre Morretes e Garuva

Uma opção de passeio diferente é a trilha que pode ser feita de jeep entre Morretes e Garuva. As trilhas possuem diferentes níveis de dificuldade e atravessam por belas paisagens durante os 67 km de estrada de terra. Uma das paisagens mais bonitas é a da Serra do Mar, que acompanha a estrada durante todo o trajeto. É importante observar a dificuldade de cada trajeto, e calibrar bem os pneus, pois alguns pedaços são bastante esburacados.

Reserva de Sebuí  (Guaraqueçaba)

Reserva particular localizada em Guaraqueçaba que foi construída com o objetivo de preservar os ecossistemas da região. Além disso, a reserva possui diversas espécies de aves, anfíbios, peixes e mamíferos. É bastante explorada por aqueles que gostam de fazer trilhas ou tomar banho em cachoeiras. São pelo menos 6 delas na região.  Um dos passeios mais procurados pelos turistas são os de canoas e caiaques pelas rios da região. Além disso também há uma tirolesa de cerca de 60 metros de comprimento e um refúgio para os turistas que quiserem passar a noite no local.

2 comentários sobre “7 lugares que os selvagens piram no litoral do Paraná

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s